EDUARDO CARLIER SWING    

Escritor

HOME         BIOGRAFIA         LIVROS          POEMAS          CONTATO

O POR DO SOL DA VIDA

A vida é o dom mais precioso que todo ser humano possui. Estamos todos felizes em viver e há muitas histórias, histórias e livros que foram escritos sobre a vida de diferentes pessoas. Sem dúvida, as pessoas mais velhas podem não ser mais capazes de se aventurar a realizar proezas que poderiam ser levadas para a literatura, mas suas vidas foram repletas de histórias, experiências e experiências impressionantes que podem nos fazer vibrar de emoção.

“O pôr do sol da vida” é uma daquelas belas histórias recolhidas para este livro nos quartos de um asilo para idosos na Suécia do escritor chileno Eduardo Carlier Swing.

O livro reúne tudo o que fizeram em seu tempo para construir um país, suas lutas para conseguir mudanças melhores para a sociedade, frutos que podemos valorizar nestes tempos. Através de suas histórias, ele de alguma forma reconstrói um quebra-cabeça da vida deste país chamado Suécia, os costumes da época, as lendas, as tradições, etc.


 

O entardecer da vida.jpg

Tudo isso leva a uma interessante margem de acontecimentos que nos mostram o importante papel que desempenharam em seu tempo, pelo qual devemos ser gratos hoje. O respeito pelas pessoas mais velhas é muito importante porque elas são devidas aos benefícios que as gerações posteriores usufruíram.

Infelizmente, nem sempre é assim, e há uma tendência nas sociedades modernas de esquecer os idosos, aqueles que nos cuidaram com tanto amor, são esquecidos pelos familiares em asilos como um objeto inútil que atrapalha, uma realidade nua e crua da qual todos os anciãos gostariam de escapar.

NÃO ME ESQUEÇAM, AINDA ESTOU AQUI

Embora seja verdade que na Suécia eles são muito bem cuidados em lares de idosos e não são abandonados à própria sorte como em muitas partes do mundo, também é importante saber que nossos idosos não são móveis guardados em lugar seguro e é isso. Apesar dos cuidados médicos, da alimentação e da ajuda, nossos avós precisam do amor de seus entes queridos, para tê-los por perto e não se sentirem esquecidos.

 

O ocaso da vida é um apelo às nossas consciências, uma história fora do trabalho profissional de contato entre assistente e paciente. Aí o autor não só prestou atenção aos seus cuidados e cuidados de saúde, mas também ao contato verbal, perguntas e respostas, onde surgiram relatos históricos da sua vida, o que os motivou a contarem as suas próprias experiências, dando-nos o privilégio de poder trazer para o papel parte da própria vida dos verdadeiros protagonistas desta obra. Mais do que isso, porém, é o clamor dos mais velhos aos filhos, aos netos, com uma voz frágil, que lhes diz: "Não me esqueçam, ainda estou aqui".

Nossos avós estão ansiosos para conversar, por trás do rosto de um velho está um enorme caderno cheio de anotações interessantes, conhecimentos, experiências, exemplos de vida, mostrando a luz e a escuridão do que foi vivido em tempos anteriores.

 

Eles podem não ser capazes de escrever suas próprias experiências, de nos ensinar seus valores e a contribuição que deram à sociedade de seu tempo, por isso o autor atua como um mediador entre o passado e o presente como um instrumento humano, que se aprofunda em outros tempos através deste link.

 

Em poucas palavras, estas linhas foram escritas com muita dedicação, resgatando o interessante do passado e como ele influenciou os nossos tempos na sociedade de hoje e é também um apelo a encorajar novos profissionais a aderirem e a lhe darem uma mão, por assim dizer de alguma forma, com o respeito que merecem essas pessoas que já cumpriram o seu papel e nos deram a sua contribuição na sua vez. E isso não acaba aqui, agora é a nossa vez de continuar fazendo deste país o melhor, contribuindo com nossa conduta, e novos e melhores valores para esta sociedade.

´

Este sitio Web ha sido creado por Mipagina.se by Letranovel

© 2017 Eduardo Carlier Swing